ROUND 1

PLANTA É PLANTA, PEIXE É PEIXE

0123456789.png

PARECE, MAS NÃO É

Os produtos ultraprocessados são aqueles feitos com vários ingredientes - geralmente sal, açúcar, óleos e gorduras - e com a adição de substâncias sintetizadas e de uso exclusivamente industrial, além de aditivos utilizados para preservar ou conservar, e para modificar cor, cheiro, sabor, e a textura do produto final.

compare você mesmo a tabela nutricional

ROUND 2

TABELA-NUTRICIONAL-agora-vai.png

INTERVALO

veja como é preparado um produto

plant based ultraprocessado

shutterstock_1303119331.jpg

clique

aqui

ROUND 3

o que é um alimento in natura?

Alimentos in natura - ou minimamente processados - são aqueles que não possuem processamento industrial ou processamentos que não agregam novas substâncias. São obtidos de forma direta de plantas ou animais sem sofrer qualquer alteração após retirados da natureza.

Em sua maioria, os processos que envolvem esses produtos têm o objetivo de aumentar a sua duração, permitindo sua armazenagem por mais tempo.

livre-de-aditivos.png

Uma pesquisa do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde, Universidade de São Paulo, classifica os alimentos em 4 categorias:

passe o mouse pelas imagens

raw tuna.jpg
categoria-1.png

ROUND 4

sal.jpg
categoria-2.png
canned tuna.jpg
categoria-3.png
Vegan-Toona.png
categoria-4.png

A pesquisa mostra que produtos ultraprocessados apresentam proporção reduzida de alimentos in natura, os quais ás vezes sequer estão presentes na lista de ingredientes dos produtos do Grupo 4. Leia a pesquisa aqui.

nossos pescados

ROUND 5

são Capturados por embarcações legais

respeitam períodos

de reprodução

são livre de aditivos químicos

o que desejamos?

ROUND 6

A ABIPESCA deseja que o consumidor, aquele que por último decide e razão de todos os nossos esforços, seja corretamente informado. Entendemos que uma comunicação honesta seja o alicerce para que o consumo consciente possa ocorrer.

 

A Associação não deseja a extinção dos produtos à base de plantas, ao contrário, entendemos que o desafio de alimentar todo o globo carece de novas tecnologias e novos produtos que possam suprir a demanda por alimentos.

Contudo, defendemos e desejamos que o correto prevaleça. O consumidor deve ser informado, sem falsos nomes e atributos, sobre aquilo que adquire e consome. Neste sentido, peixe é peixe, planta é planta. Texturas, cores, sabores e odores obtidos artificialmente pelo uso de aditivos químicos e em processos tecnológicos ainda não regulamentados, não podem ser comunicados como se natural fossem.

 

Rotulagem é coisa séria.

NOCAUTE

O que diz o Código de  Defesa de Defesa do Consumidor??

NOCAUTE

Propaganda enganosa é crime.